Adesão de Centrão a Alckmin empresta mais normalidade a processo eleitoral: afinal, eles têm mais afinidades ideológicas do que se pensa

Publicada: 20/07/2018 - 7:55


O acordo de legendas de centro com Geraldo Alckmin (PSDB) empresta, vamos dizer assim, mais “normalidade” ao processo. Era essa, há muito, a expectativa do establishment político. Só não havia se dado até agora em razão da fragmentação do campo conservador depois da derrocada do PT e do rompimento do PSDB com o governo Temer. No terreno estritamente ideológico, a aproximação com Ciro Gomes é que encarnava um certo exotismo político, embora ela fizesse parte de uma estratégia do candidato do PDT de levar seu discurso mais para o centro.

É claro que a decisão dos partidos do chamado “Centro Democrático”, que aderiram à candidatura do tucano Geraldo Alckmin, é uma péssima notícia para Ciro Gomes (PDT). Ainda que os tais rompantes retóricos do candidato tenham tido algum peso nessa revoada, o que contou mesmo foi a incompatibilidade na agenda econômica. E o que Ciro fará agora? É o que veremos nesta sexta-feira, quando o PDT oficializa a sua candidatura. Seu discurso indicará a direção.
Continua aqui

 

Recomendado para você


Comentários