Há coisa que, de tão óbvias, nem deveriam ser ditas, mas os tempos pedem: até agora, Alckmin só não deslanchou porque existe um Bolsonaro

Publicada: 13/06/2018 - 6:06


Jair Bolsonaro e Alckmin: chegou a hora de tucano polarizar no campo não-esquerdista

Há certas coisas que estão no terreno do truísmo; de tão óbvias, nem precisariam ser mencionadas. Mas os tempos andam, vamos dizer assim, com uma certa paixão pela redundância, pela reiteração, pela explicitação do óbvio. Se é assim, vamos lá. Pergunto e respondo: por que não há um candidato de direita ou, se quiserem, de centro-direita que se mostre, ate agora, competitivo? Se é o caso de fulanizar para esclarecer, esclareçamos: por que Geraldo Alckmin (PSDB) está empacado nos 6%, 7%, e os demais candidatos que se identificam, para ser genérico, com o antiesquerdismo marcam apenas 1% ou menos? A resposta que nem precisaria ser mencionada é esta: porque existe um Jair Bolsonaro no meio do caminho.

Continua aqui

 

Recomendado para você


Comentários