Minha coluna na Folha: Dou à turma da nova política e a FHC o conselho de Nelson aos jovens: ‘Envelheçam!’ Mas até a FHC?

Publicada: 09/02/2018 - 8:10


FHC, a mão que balança o berço de Luciano Huck, está fazendo, desta feita, uma grande bobagem

Leiam trechos da minha coluna na Folha:

É espantoso que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso esteja patrocinando a aventura Luciano Huck, ecoando essa patacoada de “nova política”, que nem o sociólogo nem o presidente conseguiriam caracterizar porque um amontoado de conceitos mal digeridos, vomitados nas redes sociais por oportunistas a soldo de financiadores sem cara, candidatos de si mesmos a pensadores. Os petistas que conheço estão em êxtase com a possibilidade.
(…)
FHC (…) foi em muitos aspectos, o presidente mais importante do país. Sua obra evidencia sua agudeza intelectual. O livro “Dependência e Desenvolvimento na América Latina” (1967), por exemplo, escrito em parceria com Enzo Faletto, evidenciou a fragilidade do aparato ideológico terceiro-mundista da Cepal (Comissão Especial para a América Latina).
(…)
Para o FHC já do fim da década de 60, o capitalismo poderia se realizar nos países ditos periféricos. Às economias ditas “dependentes” não estava reservado o papel de meras fornecedoras de matéria-prima e importadoras de manufaturados, com um mercado consumidor local dinâmico, mas restrito –enquanto, como disse o poeta, “a terra ficava esfaimando”. Não tardou para que essa perspectiva abrisse uma outra: também a democracia era viável naquela periferia. Tratava-se de trincar um gigantesco edifício intelectual, que também era um lugar de poder nas universidades, cujo pilar era a militância anti-imperialista.

FHC operou outro rompimento importante, desta feita no terreno da disputa pelo poder. Quando candidato do Plano Real à Presidência, em 1994, buscou o apoio da “velha política”, encarnada pelo PFL, para fazer as reformas modernizadoras que a esquerda e a centro-esquerda se recusavam a apoiar. E as fez. É esse líder a surgir como a mão que balança o berço em que Huck balbucia infantilismos sobre política?
(…)
Darei a essa turma da “nova política” o conselho que Nelson Rodrigues deu aos jovens: “Envelheçam!” Soa um tanto ridículo ter de dizer o mesmo a FHC. Mas é necessário.

Íntegra aqui

Recomendado para você


Comentários