MINISTÉRIO DA CONFUSÃO 1: Damares, ministra de Bolsonaro, integrará o grupo de pastas sob real comando do eleito. Desatinos

Publicada: 07/12/2018 - 7:52


Damares, indicada, concede entrevista em companhia de Onyx Lorenzoni (à sua direita) e Julian Lemos (gravata amarela), com três denúncias com base na Lei Maria da Penha. Damares é ministra das… Mulheres

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL-RJ) nomeou a pastora e advogada Damares Alves para o Ministério das Mulheres, Família e Direitos Humanos. Vai pendurar na pasta a Funai, a Fundação Nacional do Índio. De saída, pode-se dizer sem medo de errar: existem as alas do governo que serão quase imunes a Bolsonaro, pela ordem: a dos generais, a de Paulo Guedes e a de Sérgio Moro. E há aquelas em que o então presidente vai tentar impor a sua marca, e a confusão é certa como a luz do dia. Ou as trevas da noite: Relações Exteriores, com Ernesto Araújo; Educação, com Ricardo Vélez Rodrigues, e agora essa mistura de Bíblia com cocar, que ficara sob os cuidados de Damares. A coisa nasce com um imenso potencial para gerar notícias negativas dentro e fora do Brasil. Além de muito berreiro na Internet.
Continua aqui

Recomendado para você