O FATOR MOURÃO 5: Vice está sem função definida. Por enquanto, é só o lado iluminista do futuro governo… Quem diria!

Publicada: 06/12/2018 - 7:14


O general Mourão falou ainda sobre as suas funções no futuro governo:
“A nossa Constituição não define tarefas para o vice-presidente, a não ser eventualmente substituir o presidente em momentos de afastamento. O que o presidente Bolsonaro desde o começo deixou claro para mim é que ele não iria prescindir do meu assessoramento direto a ele”.

Em tese, esse assessoramento teria de ser na base dos estímulos e embargos auriculares. A expectativa de que o vice fosse acompanhar pessoalmente os projetos ligados ao PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) não se cumpriu. Ficará a cargo de outro general: Carlos Alberto dos Santos Cruz.

Mas aí cabe a pergunta: se Mourão resolver acompanhar isso ou outra coisa qualquer, quem irá impedi-lo? Parte considerável do empresariado brasileiro torce para que ninguém o impeça. Ele está se transformando no iluminista da gestão Bolsonaro… Quem diria!

Recomendado para você