Trump usou documentos falsos para justificar rompimento de acordo nuclear com Irã, mas protagoniza pantomima com o Anão Atômico

Publicada: 13/06/2018 - 6:44


Não menos impressionante é o fato de Donald Trump ter usado evidências comprovadamente falsas sobre as agressões do Irã ao acordo nuclear para romper o tratado celebrado por Barack Obama, voltando a impor sanções àquele país, mas dar início a conversações — SOBRE O NADA, REITERO — com um tirante de manual, que lidera um governo homicida. Ainda que sob severas imposições religiosas, o regime iraniano se submete periodicamente a eleições. E o governo conta, sim, com a aprovação da maioria do povo. Não! Aquilo não é uma democracia. Mas está a uma distância absurda do hospício comandado por Kim Jong-un. Por que Trump escolheu esse caminho? Para deixar claro que é ele próprio, não os EUA, a fazer, como se diz por aí, “história”. Assim acordos celebrados por aqueles que o antecederam não valem. Nem os comerciais. Vejam o que faz, por exemplo, com a tarifa do aço.

Continua aqui

Recomendado para você


Comentários