VAMOS FURUNGAR 5: Servidor de Flávio que repassou dinheiro para a tal conta passou 248 dias em Portugal…

Publicada: 14/12/2018 - 7:37


Desde que veio à luz do caso da Val do Açaí, a “servidora à distância” mantida por Bolsonaro — que, na verdade, faxinava sua casa de praia —, parece que a família não prima pelo convencionalismo nas relações de trabalho. Não deixa de ser curioso que o presidente eleito tenha defendido uma legislação nessa área que se assemelhe a informalidade, né? Um dos nove assessores de Flávio que repassava dinheiro a Fabrício Queiroz é o tenente-coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro Wellington Servulo Romano da Silva. Ele passou 248 dias em Portugal enquanto, para todos os efeitos, era assessor parlamentar na Assembleia Legislativa do RJ (Alerj). O senador eleito já deu duas versões conflitantes sobre o assunto. Não há confiança de general que resista.
Continua aqui