Bolsonaro já demonstrou que pode, sim, conter arroubos de seu filho. Discurso da Paulista leva à questão: “E quem contém os de Bolsonaro?”

Publicada: 23/10/2018 - 8:21


O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) demonstrou que pode, se preciso, dar um puxão de orelha no seu “garoto” de 34 anos, como ele próprio chamou o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o mais votado do país em números absolutos, obrigando-o a desculpar-se por ter especulado sobre a possibilidade de fechar o Supremo em palestra conferida em julho deste ano. Eduardo falou ainda em prender os ministros do Supremo. E não foi a única vez, já chego lá. O que se pergunta hoje nos tribunais superiores é quem puxa a orelha do próprio Bolsonaro. Aí a coisa já é mais complicada. Afinal, existe uma diferença abismal entre o candidato que falou nesta segunda, desculpando-se pela bobagem dita pelo filho e afirmando que pretende procurar o ministro Dias Toffoli, presidente do STF, e aquele que fez uma “live” para a Avenida Paulista, no domingo, prometendo colocar a polícia no encalço dos seus adversários. Qual é para valer?
Continua aqui

Recomendado para você