Classificar o suposto acordo entre Trump e Kim Jong-un de “histórico” é uma baita besteira. A menos que se faça história antes da… história

Publicada: 13/06/2018 - 7:20


Para começo de conversa, insurjo-me contra o uso abusivo da palavra “histórico”. Qualquer que seja o sentido que se queria dar ao adjetivo, não cabe para o evento. Pra começo de conversa, o histórico significa um olhar para trás, quando, então, se identificam acontecimentos que tiveram o condão de mudar a realidade. Assim, não pode ser “histórico” o que ainda nem história é. Contestei o emprego de tal adjetivo quando Barack Obama foi eleito. Pergunto: o ex-presidente americano fez mesmo uma gestão “histórica”? Acho que a melhor evidência de que isso não aconteceu está na eleição de seu sucessor: justamente Donald Trump, o que trocou afagos com o gordoto homicida da Coreia do Norte.

Continua aqui

Recomendado para você