Moro não se alinha com todas as “10 Medidas Contra a Corrupção” do MPF. Ainda bem! Quatro são típicas de ditaduras ou Estados autoritários

Publicada: 09/11/2018 - 7:55


Em uma coletiva concedida nesta quinta, em que não disse quase nada, o futuro superministro da Justiça, Sérgio Moro, falou em resgatar algumas das tais “Dez Medidas Contra a Corrupção”, propostas pelo Ministério Público Federal. Não seriam todas, ele destacou. Ainda bem.

Só para lembrar: quatro das 10 eram coisas típicas de ditaduras, a saber:
– teste aleatório de honestidade;
– admissão em juízo de provas colhidas ilegalmente;
– a quase extinção do habeas corpus;
– ampliação abusiva das possibilidades de prisão preventiva.

Moro afirmou que outras propostas podem ser incorporadas ao rol das ações contra a corrupção, mas não disse quais.

Na esfera criminal, defendeu que autores de delitos graves passem mais tempo da cadeia. Também falou sobre a necessidade de ampliar vagas em presídios.

Recomendado para você